Magnetoterapia

A Magnetoterapia consiste na utilização de campos magnéticos com fins terapêuticos, aproveitando a influência destes nas cargas eléctricas e iónicas do organismo​.

Principais efeitos com utilidade terapêutica:

  • Efeito trófico,

  • Efeito anti-inflamatório,

  • Efeito analgésico,

  • Efeito descontracturante e anti-espasmódico,

  • Efeito piezoeléctrico com estimulação do calo ósseo,

  • Efeito estimulante sobre a cicatrização das feridas,

  • Efeito sedativo,

  • Efeito relaxante generalizado.

Indicações:

  • Aparelho locomotor: atrasos na consolidação de fracturas, Pseudartroses congénitas e adquiridas, Artrodese vertebral, Osteoartrose, Entorses, Contusões, Tendinopatias, Síndrome doloroso regional complexo (SDRC), Artrite Reumatóide, Osteoporose. Patologia articular degenerativa

  • Patologia vascular: Insuficiência venosa periférica, Flebites, úlceras varicosas, Doença arterial obstrutiva cronica.

  • Patologia dermatológicaDermatite atrófica, úlceras de pressão, queimaduras, Quelóides (cicatrizes hipertróficas)

  • Patologia neurológica: Insuficiência vascular cerebral, Acidente vascular cerebral, Esclerose múltipla, Neuropatias periféricas, nevrites e nevralgias. 

magnet5.jpg
magneto.jpg